quarta-feira, fevereiro 17, 2010

Letícia no Matagal



Oi gente, eu sou a Letícia, a irmã da Bruna. Tenho 16 anos e sou uma moreninha gostosa, com a bundinha arrebitadinha e seios pontudinhos que eu acho que são perfeitos. Os meninos vivem babando quando passo perto deles. Depois que perdi o cabaço eu virei uma putinha e adoro sexo. Qualquer cara que quiser me comer é só me pegar que já vou logo abrindo minhas pernas. Tomo sempre anticoncepcional escondido de minha mãe. A droga da minha irmã voltou de viagem e percebeu que eu usei o quarto dela e discutiu comigo e eu estava doidinha de tesão, morrendo de vontade de sentir um pauzão bem grosso entrando e deslizando gostoso na minha buceta de novo.
Numa outra noite de calor eu louquinha, queria ser a putinha dos marginais. Coloquei uma calcinha bem pequininha e branquinha, um baby doll branquinho meio transparente, bem curtinho, sem soutien e uma minisaia por cima, para disfarçar e dei uma escapadinha de casa, lá pela 1 hora da madrugada, sem ninguém ver, pois todo mundo já estava dormindo e fui me aventurar perto de casa. Tava muito escuro e não via uma alma viva na rua.
Com o coração aos pulos, dei a volta na rua do outro lado do matagal que dá para a janela do quarto da Bruna. Nossa, o matagal é bem grande. Eu é claro estava com um pouco de medo do que poderia acontecer. Quando eu parei um pouco para ver o mato da rua, percebi um cara dentro do mato e aí apressei o passo, com receio de ladrão. Logo ví que um pouco na frente tinha um outro cara e tentei voltar, mas aí apareceu outro sujeito e eles me cercaram, dizendo que se eu gritasse ia morrer. Logo me arrastaram para dentro do mato escuro e eu fiquei meio reclamando ou fingindo e eles não quiseram nem saber.
Lá dentro do mato, me empurraram numa árvore e arrancaram a minha mini saia e me vendo de baby doll branquinho e curtinho, ficaram rindo: Então você quer ser a nossa noiva, né? Eu falei que queria e eles disseram que eu estava linda e muito gostosa. Nós vamos trepar bastante putinha. Vamos meter gostoso em você! Vamos, sua puta, desfila gostoso para nós. E eu fiquei desfilando no mato, toda excitada,rebolando e me mostrando para eles,levantando o meu baby doll, deixando eles verem a minha bundinha, pelo pouco que dava para ver.
Me beijaram enfiando a língua, arrancaram o meu baby doll e chuparam os meus seios com força.....Fiquei arrepiadinha e doidinha, correspondendo os beijos e me entregando todinha. Logo rasgaram a minha calcinha e me deixaram peladinha e me chamaram de putinha vagabunda. Mal dava para ver eles, de tão escuro que estava.. Passavam as mãos grossas nas minhas pernas que eu abri com prazer e enfiaram os dedos na minha buceta, e no meu cu. Logo me derrubaram no mato, sobre umas roupas. Um dos caras caiu de boca na minha buceta enquanto os outros dois forçavam para que eu abrisse as pernas, o que fiz com tesão. O cara mordia as minhas coxas e enfiava sua língua bem fundo na buceta, que eu esfregava na cara dele. Não deu outra, logo comecei a gemer de prazer. Hummmm...me chupa gostoso tesão. O cara então, me virou com a bunda para cima e eu falei para ele meter bem gostoso e ele foi enfiando o pau na minha buceta bem rápido, me estocando forte e dando tapas na minha bunda. Um outro cara se colocou na minha frente e mandou eu chupar o pau dele. Que delícia de pau. Eu segurava com as duas mãos e enfiava bem fundo na boca e lambia a cabeça e ele falava para eu fazer ele gozar na minha boca. Dizia: Chupa vagabunda. Quero encher sua boca de porra. O outro cara metia sem dó na minha buceta. Me virei de barriga para cima e levantei, dobrei e abri minhas pernas, ele continuando a meter em mim. Comecei a sentir o pau dele ficar mais grosso e ele começou a meter mais rápido e daí eu comecei a gozar e sentí ele me inundar inteirinha espirrando dentro da minha buceta a sua porra quentinha. Logo ele saiu de dentro e o terceiro sujeito tomou o seu lugar, me virou de bunda para cima, deu umas cuspidas no meu cuzinho e começou a dar estocadas. Doeu pra caramba quando passou a cabeça do pau dele e aí ele enfiou tudo e ia e vinha no meu cu com aquele negócio, foi quando eu senti minha boca ser recheada da porra do cara que eu chupava. E eu engolí tudinho. Que delícia de melado. Me disseram que iam me comer outras vezes, que eu sou muito gostosa e eu falei que sempre queria ser a putinha deles, e iria dar para eles, sempre que quisessem. Me mandaram eu facilitar as coisas para eles comerem as minhas amigas novinhas da escola, que eles queriam tirar o cabaço de todas elas e eu prometi que iria fazer isso. Depois que o cara gozou no meu cu, eles foram embora correndo, acho que com medo de polícia. Me deixaram lá pelada, os safados e levaram embora a minha mini saia, me dizendo que outro dia devolveriam, falando que eu iria ter que ir para casa assim, como uma putinha que eu era. Fui juntando os pedaços do meu baby doll. A calcinha sumiu. Me vesti e fui para casa assim, praticamente pelada, com porra escorrendo pelas minhas pernas e com muito medo de ser vista por alguém assim, só de baby doll... Estava toda melecada. Quando eu estava quase chegando em casa, ví os três caras olhando para mim e dando risada. Um deles chegou perto de mim e me abraçou e me beijou forte, levantando o baby doll e passando as duas mãos na minha bunda, abrindo ela. Eu falei que adorei eles. Que delícia. Adoro ser putinha.


7 comentários:

  1. Ta afim de mostrar os peitinhos na camera

    ResponderExcluir
  2. Que vadia adorei seu conto gozei litros

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Tbm sou putinha..mais nunca me arrusquei tanto...amei seu conto

    ResponderExcluir
  5. Chama wpp novinha q queiram fotos ( só mulheres) 5484452798

    ResponderExcluir